11.2.06

PERIPÉCIAS E AVENTURAS



Pois é… é tudo lindo, mas são as nossas pequenas aventuras e desventuras que ajudam a temperar ainda mais esta nossa linda viagem!
A saber:

Logo à chegada ao aeroporto de Amesterdão, sofremos o desaparecimento de três malas de viagem! Imaginem de quem era uma delas? Imaginem o que estava lá dentro?... Pois, por acaso era a minha, com todos os vestidos de concertos, maquilhagem e todo o mundo que me ajuda a estar como habitualmente me vêm… E são, acreditem, elementos bem importantes. E agora a melhor parte: sabem quando apareceu a mala? Exactamente depois de eu ter experimentado meio guarda-roupa de uma adorável senhora holandesa que era, lamentavelmente, um pouquinho maior do que eu; depois de ter construído com a Maria João Castanheira (companheira de infortúnio no desaparecimento das malas…) um modelito de fazer inveja a qualquer designer da Moda Lisboa, rematado com alfinetes arranjados à pressa e que beneficiaria de um corte generalizado de luz… Enfim, a 45 minutos do concerto, a mala chegou! E acreditem, o publico teve muita sorte…
De "regresso a casa", depois de um dos concertos a maior distância do nosso hotel, decidimos fazer apostas sobre a nossa hora de chegada ao mesmo. Provavelmente cinco minutos depois, algo bateu em baixo do carro - e para dar cabo de qualquer hipótese de eventuais vitórias, confirmou-se um furo… Depois de uma hora a tentar descobrir o macaco, as ferramentas, o pneu (que por motivos misteriosos não se mexia do lugar), depois de eu ter de proibir seja quem for de ir para debaixo da carrinha resolver o mistério (como bons portugueses que são, os meus companheiros decidiram não deixar os seus créditos por maus alheias e, depois de aliciarem o nosso condutor holandês, aventuraram-se numa tentativa, inglória de trocar o pneu), depois de percebermos que o motorista simplesmente não via ao perto, DECIDIMOS CHAMAR ASSISTÊNCIA EM VIAGEM!!!! Valeu quinze minutos de frio arrasador ao nosso Klaas (motorista) num telefone de emergências, a ponto de pensarmos que ele tinha ligado ao psicólogo para saber que fazer com o grupo de portugueses alucinados que conseguiam, no meio do infortúnio, continuar a rir, a cantar e a pedir-lhe que se despachasse para ver se a aposta não era totalmente perdida…
Desventura mais delicada: gastronomia holandesa!!! Ó saudades do nosso bacalhau, azeite, bife grelhado, alimentos dos quais sabemos os nomes e que reconhecemos… A mim, em particular, calhou-me um magnífico queijo roquefort, disfarçado a uma luz suave, ao qual sou totalmente alérgica! No dia seguinte, tínhamos um programa de rádio e foi consenso geral, eu estava da cor do queijo: azul esverdeado! Valeram-nos, finalmente, uns torresmos magníficos - prenda maior da visita do nosso Luís Pontes - que tiveram de render muito além do que seria de esperar. É assim a gestão de recursos, quando eles não abundam…
Imaginem também que pode acontecer num país frio… onde a chuva tem sido incessante e nem a neve, que decidiu mudar de país(!), nos vem animar os dias? Pois é, valentes constipações, gripes, espirros e muita tosse… Apesar de tudo, tenho conseguido driblar esta amiga terrível e como dizem os meus amigos: “ainda bem que dão és tu… imaxina o expetáculo!”
Voltamos às aventuras, para vos retratar uma deliciosa, que provavelmente me vai valer um processo por violação do sigilo profissional! Depois de um mês fora de casa, temos postos os nossos dotes de lavandaria à prova, pois é coisa que não existe em Lekkerkerk… Este facto está a ser alvo de projecto por parte do Ramon e Ricardo Cruz, que pretendem definitivamente instalar uma lavandaria neste lugar… além de outras coisas, que não vou revelar para não agravar a minha indiscrição. Posso apenas adiantar que quem for lavar roupa em Lekkerkerk poderá, além disso, disfrutar da bela gastronomia luso-argentina e, quiçá, ainda ouvir uns fados…
Vou finalizar com uma aventura que muito nos tem valido, neste fim de mundo adorável que é Lekkerkerk, onde estamos instalados: o Paulo Parreira descobriu, por acaso, uma rede sem fios que tem feito as delícias de todos e que - dentro do possível - me permite enviar estas novas e manter este cordão tão especial…

Acima de tudo, o cansaço é enorme! Não fossem os vossos abraços carinhosos e a nossa tremenda força e espírito de equipa, tudo seria muito mais desventura que aventura. Garanto-vos que em muito têm colaborado para a moral de todos e se os concertos têm sido tão fortes, de tantas maneiras, muito se deve a sabermos que pensam em nós, dando-nos força, coragem e alento.
Um beijo enorme, do coração... E até muito breve!

7 Comments:

At 1:55 da tarde, Anonymous Rakel said...

"Deixa-me rir..."!!!! Que lindo!!!

O desaparecimento da mala foi para por á prova a tua humildade: os holandeses lá iam reparar se aparecesses de jeans e camisola? E era ver as criticas seguintes: "Mafalda Arnauth reinventa o fado e apresenta-se com uma imagem totalmente recriativa"!

Do pneu, é uma lição: os deuses holandeses nao gostam de apostas humanas! Estás rodeada de homens que nem um pneuzito conseguem mudar? Caramba, só servem mesmo para a musica :)

O Pontes é que devia ter levado mais mantimentos...torresmos nao alimentam ninguem!

E no meio das conspitaçoes, como está essa voz? Ja imagino o recurso a falsetes :))

A rede sem fios é ouro sobre azul! Tira-nos a espera da vossa chegada para saber as novidades! Lindo!!!

 
At 8:34 da tarde, Anonymous Rakel said...

E ja agora, que raio de foto é esta Mafalda? moldes de sapatos??? Uma foto de concerto ou de peripecias ficava bem melhor...

 
At 1:04 da tarde, Blogger BMA said...

Quem não tem cão, caça com gato...

 
At 1:56 da tarde, Anonymous Rakel said...

Hmmmmm...eu acho que a Mafalda está a precisar de mais um elemento para a equipa...uma pessoa que fosse acompanhar, ver os concertos todos, e tirásse fotografias, para por no blog e no site... Eu até que não me importava :) Era bem justo: tirava fotografias e como recompensa do esforço, assistia uma tornée de forma bem previligiada...

 
At 2:07 da tarde, Anonymous Onda said...

Ora não querias mais nada!!
Mas deixa lá, daqui a um tempo vamos poder fazer uma dessas... escolhemos uma tourné e vamos aos concertos todos!! :)

 
At 2:58 da tarde, Blogger callatrava said...

Mafalda, durante este tempo todo em que estiveram fora! (a Mafalda e a tua equipa!) Comentei, sempre com a minha namorada, várias vezes: "Lá está a Mafalda na Holanda!" E depois para nos unirmos a vós ouvíamos o "Diário"!
Pois é, entre ventos e marés também Portugal chegou onde chegou! Oh Nobre e Sublime Povo!
Obrigado Mafalda, pela tua coragem, força e dedicação a levares no teu coração os portugueses e a sua língua! Os cumprimentos à tua esplêndida equipa e grande beijo de agradecimento por tais "batalhas" que foram de certeza vencidas!

 
At 1:56 da manhã, Blogger Alexandre Sá said...

Estava linda!

 

Enviar um comentário

<< Home